ReportórioOriginais › Magna Amizade

 

No interior de sonhos
Quase acordados
Guiando-nos caloiros
Sempre ao nosso lado
As mãos nos nossos ombros
E murmurando um olhar
Mostram-nos ruas
Esquecidas e cruas
Que iluminámos a cantar

Refrão:
Ergue-se a voz, nossos guias
De capa traçada ao vento
Cantando ao Tejo um lamento
Voando o pensamento
Cerveja na mão luzidia
Fazendo da música magia
Criando no peito da saudade
Esta magna amizade (2x)

Veteranos desta tuna
Senhores da faculdade
Capas negras cor de lua
Cantando trovas à cidade
Vocês são os melhores
Por entre sorrisos e cores
Dão lume a esta vida
Nossa magna família
Da nossa vida, a vontade

Refrão (2x)